Navegação – Mapa do site

33 | 2017
Escravidão, Trabalho Forçado e Resistência na África Meridional

Notas da redacção

Os textos reunidos no dossiê "Escravidão, Trabalho Forçado e Resistência na África Meridional" abordam, num largo arco temporal, o confronto entre as práticas políticas africanas e as dinâmicas decorrentes da presença colonial, tocando em temas centrais da historiografia africanista ao analisar como esses fenômenos ocorreram em Angola, Moçambique e no Congo. Trazem, assim, contribuições significativas para o debate sobre as dimensões da agência africana diante da conquista e do domínio colonial e dos modos de exploração do trabalho, ao mesmo tempo em que exercitam estratégias metodológicas para que essa perspectiva possa ser alcançada por meio de fontes majoritariamente produzidas pelos colonizadores.

Integram ainda este número dois textos que versam, respetivamente, sobre a importância do Caminho de Ferro de Benguela para o desenvolvimento regional e sobre a mediação estatocêntrica na transformação de conflitos armados violêntos em África.