Skip to navigation – Site map

Apresentação da revista

Enfoque e Âmbito

A Cidades, Comunidades e Territórios é uma revista científica na área dos Estudos Urbanos, criada em 2000 por uma equipa de investigadores do antigo Centro de Estudos Territoriais, consolidando um acervo de pesquisa científica e trabalho académico no ISCTE-IUL ao longo de mais de 20 anos. Actualmente é publicada pelo DINÂMIA’CET-IUL. O seu fundador e primeiro Director foi o Professor Vítor Matias Ferreira.

A Cidades, agora exclusivamente em formato electrónico, procura disseminar a investigação e a discussão na área científica dos Estudos Urbanos, procurando consolidar-se no meio editorial académico, a nível nacional e internacional, como publicação de referência no seu domínio.

A orientação da Cidades baseia-se numa pluralidade de perspectivas teóricas e abordagens disciplinares à análise da cidade, de acordo com o que está consagrado na área científica pluridisciplinar dos Estudos Urbanos. A Cidades procura contribuir para o conhecimento acerca dos problemas e políticas urbanos de modo a intervir e, em geral, no que diz respeito aos processos de transformação das cidades, das comunidades e dos territórios.

Processo de Revisão de Pares

A Cidades, Comunidades e Territórios é uma revista com revisão de pares. Segue um sistema de revisão «duplamente cego», em que é garantido o anonimato dos autores e dos revisores. Para garanti-lo, é pedido aos autores que removam toda a informação que os identifique do texto (cf. Directrizes aos Autores).

Cada artigo é revisto por dois revisores designados pelo Comité de Redacção para esse efeito.

Em caso de recomendação no sentido da ressubmissão, as novas versões dos manuscritos são sujeitas a sucessivas rondas de revisão pelos revisores originais. Em caso de divergências assinaláveis nos pareceres, pode haver recurso a revisores adicionais. As decisões finais, nestes casos, estão a cargo do Comité de Redacção.

Política de Acesso Aberto

A Cidades, Comunidades e Territórios advoga uma política de (i) acesso gratuito, aberto, público, online, por pessoas ou máquinas, à produção científica e técnica financiada por fundos públicos; e (ii) a reutilização computacional, integração e extracção dessa produção em elementos de conhecimento de ordem superior.

Declaração de Ética e de Boas Prácticas de Publicação

A Cidades, Comunidades e Territórios está empenhada em garantir o teor ético da sua publicação e a qualidade dos seus artigos.

É esperada a conformidade de todos os intervenientes (autores, editores, revisores e da organização editora) a uma série de padrões de comportamento ético.

Em particular, 

  • Autores: os autores devem apresentar uma discussão objectiva do significado do trabalho de pesquisa, bem como argumentos detalhados e referenciados que permitam a replicação das experiências efectuadas. Declarações fraudulentas ou conscientemente incorrectas constituem comportamento não ético e são inaceitáveis. Os artigos de revisão também devem ser objectivos e completos, dando conta do estado da arte. Os autores devem certificar-se que o seu trabalho é inteiramente original, referenciando o trabalho e as afirmações de terceiros sempre que necessário. Todas as formas de plágio constituem comportamento não ético e são inaceitáveis. Submeter o mesmo manuscrito a mais do que uma publicação em simultâneo constitui comportamento não ético e é inaceitável. Os autores não devem submeter artigos que descrevam fundamentalmente a mesma pesquisa a mais do que uma revista. O autor responsável pela correspondência deve certificar-se que há consenso total de todos os co-autores na aprovação da versão final do artigo e na submissão para publicação.

  • Editores: os editores devem avaliar os artigos exclusivamente com base no seu mérito académico. Um editor não pode utilizar informação não publicada na sua própria pesquisa sem consentimento expresso do autor. Os editores devem tomar medidas reactivas razoáveis em caso de queixas acerca de questões éticas que comprometam um manuscrito submetido ou um artigo publicado.

  • Revisores: Quaisquer manuscritos recebidos para revisão devem ser tratados enquanto documentos confidenciais. A informação privilegiada ou as ideias obtidas através da revisão de pares têm de ser salvaguardadas em termos de confidencialidade e não utilizadas para proveito próprio. O trabalho de revisão deve ser feito de forma objectiva e as observações têm de ser formuladas de modo claro, com argumentos que as sustentem, que permitam aos autores melhorar o seu trabalho. Qualquer revisor que não se sinta preparado ou disponível para fazer uma revisão deve informar o editor e excluir-se do processo de revisão. Os revisores não devem aceitar trabalhos nos quais tenham conflitos de interesse resultantes de relações competitivas, de colaboração ou outras com os autores, empresas ou instituições ligadas ao artigo em questão.

  • Logo DINÂMIA’CET – Centre for Socioeconomic and Territorial Studies
  • Logo ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
  • Logo FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia
  • Logo Latindex
  • Logo DOAJ - Directory of Open Access Journals
  • OpenEdition Journals