Navigation – Plan du site
Dossiê Geografia, saúde e ambiente: Uma abordagem da complexidade dos problemas atuais na saúde

Dossiê Geografia, saúde e ambiente: Uma abordagem da complexidade dos problemas atuais na saúde

Helen Gurgel et Anne-Elisabeth Laques

Texte intégral

  • 1 Prevenção de doenças através de um ambiente saudável: uma estimativa da carga de doenças causadas p (...)

1Em 2007, a Organização Mundial de Saúde (OMS) estabeleceu que fatores de risco ambientais desempenha um papel predominante em mais de 80% das doenças frequentemente identificadas (OMS1). Os principais problemas de saúde associados ao ambiente são as doenças diarreicas, as infecções do trato respiratório e a malária. Estimasse que 94% da carga de doenças diarreicas seja atribuível ao meio ambiente. Essas doenças estão associadas a fatores de risco como água contaminada, falta de higiene e saneamento ambiental. Para a malária, 42% dos casos são atribuíveis a fatores ambientais associados a políticas públicas, práticas de uso da terra, desmatamento, gestão de recursos hídricos e a escolha de locais de habitação.

2Pode-se então pensar que uma melhor gestão do meio ambiente poderia contribuir para a redução do ônus da morbidade. Desta forma, é necessário definir este conceito polissêmico de meio ambiente para lhe dar uma dimensão integrada e operacional no processo da pesquisa científica. Ao contrário do que é comumente aceito em saúde pública, a entrada pelo meio ambiente pode não apenas referir-se a problemas relacionados às condições de vida (exposição a perturbações como ruído ou insalubridade) à contaminação ambiental (poluição da água, ar, solo ...) ou às alterações ambientais (clima, desmatamento, ultravioleta...). Pois, se a saúde e o meio ambiente são dois campos intimamente relacionados, o mais apropriado é abordar o meio ambiente como uma construção social onde o homem, de acordo com suas limitações e potenciais, transforma e desenvolve ambientes, caracterizados por restrições e potencialidades. O resultado são sistemas espaciais mais ou menos conducentes à circulação de doenças nas quais a organização das sociedades determinará sua capacidade de lidar com o risco à saúde e, assim, criar perfis específicos de saúde. Deste modo, o ambiente em interação com a saúde das populações deve ser analisado como um sistema complexo.

3Por isso, é importante integrar nas análises em saúde e ambiente: o conhecimento sobre as desigualdades de acesso aos cuidados à saúde; à prevenção a doenças de um modo mais amplo; e as políticas de saúde pública que são aplicadas de forma diferenciado de um país para outro. Atualmente, um dos maiores desafios enfrentados pelas autoridades de saúde pública na área de saúde ambiental é a construção de sistemas ou dispositivos de monitoramento e alerta que melhor controlem os efeitos do ambiente na saúde humana. Com uma abordagem capaz de integrar uma grande variedade de áreas, algumas das quais fazem parte a organização social e política, e nos mais diversos níveis de ações, desde o local até o global. É necessário evitar a setorização, levando em conta o ambiente em saúde por grande tipo de problemas como por exemplo a poluição ou os desastres (inundações, secas, etc.).

4Este dossiê procura ilustrar de diversas maneiras uma diversidade de análises sobre as inter-relações entre o ambiente e a saúde, baseadas essencialmente sobre o papel das desigualdades espaço-temporais, mas também na mobilização de ferramentas e métodos geográficos que trazem um olhar inovador para um aspecto do conhecimento a ser integrado nas abordagens científicas.

5Os autores dos artigos deste dossiê estão associados à rede construída como parte do projeto JEAI-GITES (Jovem Equipe Associada ao IRD - Gestão, Indicador e Território: Ambiente e Saúde no Brasil) que coordenamos entre 2015 e 2018. O Programa JEAI (Jeunes Equipes Associées) é uma iniciativa do IRD (Institut français de Recherche pour le Développement) voltada para o surgimento ou fortalecimento de equipes de pesquisa de países do Sul, no âmbito de parcerias científicas com unidades de pesquisa do IRD.

6O objetivo do JEAI GITES era fortalecer o lugar da geografia da saúde na elaboração de sistemas de melhoria do conhecimento, vigilância e alerta, de modo a integrar as disparidades espaciais das condições de saúde com a dinâmica socioambientais dos territórios.

Helen Gurgel & Anne-Elisabeth Laques

Haut de page

Notes

1 Prevenção de doenças através de um ambiente saudável: uma estimativa da carga de doenças causadas pelo meio ambiente (OMS, 2007). Uma síntese sobre o assunto realizada por mais de 100 especialistas de todo o mundo. Disponível em http://www.who.int/publications/list/9241594209/en/index.html

Haut de page

Table des illustrations

URL http://journals.openedition.org/confins/docannexe/image/15349/img-1.png
Fichier image/png, 819k
Crédits Helen Gurgel & Anne-Elisabeth Laques
URL http://journals.openedition.org/confins/docannexe/image/15349/img-2.png
Fichier image/png, 107k
Haut de page

Pour citer cet article

Référence électronique

Helen Gurgel et Anne-Elisabeth Laques, « Dossiê Geografia, saúde e ambiente: Uma abordagem da complexidade dos problemas atuais na saúde  », Confins [En ligne], 37 | 2018, mis en ligne le 11 octobre 2018, consulté le 20 octobre 2018. URL : http://journals.openedition.org/confins/15349 ; DOI : 10.4000/confins.15349

Haut de page

Auteurs

Helen Gurgel

Laboratório de Geografia, Ambiente e Saúde (LAGAS), Departamento de Geografia, Universidade de Brasília (UnB), helengurgel@unb.br

Articles du même auteur

Anne-Elisabeth Laques

UMR ESPACE-DEV, Institut de Recherche pour le Développement (IRD), anne-elisabeth.laques@ird.fr

Articles du même auteur

Haut de page

Droits d’auteur

Licence Creative Commons
Confins – Revue franco-brésilienne de géographie est mis à disposition selon les termes de la licence Creative Commons Attribution - Pas d’Utilisation Commerciale - Partage dans les Mêmes Conditions 4.0 International.

Haut de page
  • Logo Revue soutenue par l’Institut des sciences humaines et sociales du CNRS
  • Logo DOAJ - Directory of Open Access Journals
  • Logo Index Latindex
  • Logo IHEAL (Institut des Hautes Études de l'Amérique Latine)
  • Logo CREDA (Centre de recherche et de Documentation sur les Amériques)
  • Logo USP (Universidade de São Paulo)
  • OpenEdition Journals