Navegação – Mapa do site
Varia

“Base de dados das cantigas medievais galego-portuguesas (Projecto "Littera")”

Graça Videira Lopes e Maria Coutinho

Texto integral

1No passado dia 27 de Outubro foi publicamente inaugurada, na FCSH, a base de dados “Cantigas Medievais Galego-Portuguesas”. Resultante do projecto Littera, edição, atualização e preservação do património literário medieval português, projecto financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia e sediado no Instituto de Estudos Medievais, a base de dados foi dada a conhecer pela equipa científica responsável (Graça Videira Lopes, Manuel Pedro Ferreira e Nuno Júdice), numa sessão onde intervieram igualmente Bernardo Vasconcelos e Sousa, pela Direcção do IEM, e Ana Paiva Morais em representação da Direcção da FCSH. A sessão contou ainda com uma pequena actuação musical, a cargo de duas colaboradoras do Projecto, Ana Raquel Roque e Vera Inácio Cordeniz, que interpretaram algumas versões contemporâneas de cantigas medievais.

2A base de dados foi ainda apresentada brevemente no dia 28 de Outubro, na sessão dedicada à celebração dos 750 anos do nascimento de D. Dinis organizada pela Biblioteca Nacional, no seguimento da sua colaboração com o Projecto.

3O site “Cantigas Medievais Galego-Portuguesas” disponibiliza, pois, a partir de agora, aos investigadores e ao público em geral, a edição integral das cantigas medievais profanas (cerca de 1680) presentes nos cancioneiros da Ajuda, da Biblioteca Nacional e da Vaticana, no Pergaminho Sharrer e no Pergaminho Vindel. Aqui, é possível folhear digitalmente estes manuscritos, visualizar em separado as iluminuras do Cancioneiro da Ajuda ou explorar e ouvir várias cantigas musicadas, tanto a partir de interpretações das músicas originais conservadas, como a partir de versões ou composições contemporâneas inspiradas nos textos medievais, uma vez que se providencia, sempre que possível, ficheiros áudio e pautas.

4De realçar o facto do texto editado das cantigas facultar numerosas informações que facilitam e complementam a leitura, como glossário, notas explicativas dos versos, notas de leitura, dados formais, toponímia, antroponímia, enquadramento histórico, notas gerais e ainda informação sucinta sobre os autores. No site estão também disponíveis a “Arte de Trovar”, o tratado de poética trovadoresca de autoria desconhecida, transcrito no início do Cancioneiro da Biblioteca Nacional, e as composições habitualmente designadas como “espúrias”, isto é, as 12 ou 13 composições tardias acrescentadas aos manuscritos medievais, em época posterior.

5Esta ferramenta de investigação e divulgação, há muito esperada no panorama dos Estudos Medievais portugueses, permite pesquisas múltiplas e combinadas, nomeadamente por Cantiga, Cancioneiro, Género, Tipo, Tema, Autor, entre outras. Os critérios seguidos, de natureza muito diversa, são igualmente explicitados no site, que contém também uma secção destinada a assinalar as eventuais alterações ou os novos dados científicos ou musicais que nele forem sendo introduzidos.

6A Base de Dados é resultado do trabalho de uma equipa coordenada por Graça Videira Lopes, em colaboração com Manuel Pedro Ferreira, responsável pela área da música, e Nuno Júdice, e que incluiu ainda, como bolseiros e colaboradores, Pedro Madeira, Vera Lopes Inácio Cordeniz, Ana Raquel Baião Roque, Diogo Fernandes, Cláudio Neto e Alexandra Antunes, e, como equipa técnica, Pedro Diniz de Sousa, responsável informático e de programação Web, e Paula Neves, designer.

7Pode ser consultada no seguinte endereço: http://www.cantigas.fcsh.unl.pt

Topo da página

Para citar este artigo

Referência eletrónica

Graça Videira Lopes e Maria Coutinho, « “Base de dados das cantigas medievais galego-portuguesas (Projecto "Littera")” », Medievalista [Online], 11 | 2012, posto online no dia 26 fevereiro 2014, consultado o 21 janeiro 2020. URL : http://journals.openedition.org/medievalista/852 ; DOI : 10.4000/medievalista.852

Topo da página

Autores

Graça Videira Lopes

Instituto de Estudos Medievais FCSH – UNL
gvlopes@sapo.pt

Maria Coutinho

Instituto de Estudos Medievais FCSH – UNL
maria1coutinho@gmail.com

Artigos do mesmo autor

Topo da página

Direitos de autor

Licença Creative Commons
Mediavalista está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Topo da página
  • Logo Instituto de Estudos Medievais
  • Logo Fundação para a Ciência e a Tecnologia
  • Logo Faculdade de Ciências Sociais e Humanas - UNL
  • Logo DOAJ - Directory of Open Access Journals
  • OpenEdition Journals