Navigation – Plan du site
Colloques | 2013
Usos y denominaciones de las lenguas generales en la época colonial
Eduardo Neumann

Una burocracia bilingüe: apropiaciones indígenas de la escritura en las reducciones jesuíticas del Paraguay (s. XVIII)

[04/03/2013]

Texte intégral

1Na América hispânica a conquista do alfabeto por parte das populações indígenas apresentou resultados surpreendentes. A partir do início dos trabalhos de catequese, no século XVI, os ameríndios gradativamente passaram a conviver com a cultura escrita. Como em outras regiões, na Província do Paraguai, a capacidade alfabética dos guaranis foi o resultado das modalidades de evangelização praticadas pelos missionários - inicialmente os franciscanos e posteriormente os jesuítas - fato que permite compreender a rápida difusão e a aceitação da tecnologia nas reduções. Os índios, ao contrário do que se pensava, sabiam escrever. Em guarani e espanhol. Alguns, inclusive, em latim.

2Nesse aspecto, os documentos redigidos em língua guarani, e em espanhol, têm permitido examinar rápida difusão do alfabeto e analisar os aspectos socioculturais relacionados às práticas letradas. A escrita indígena, registrada em diferentes suportes e com finalidades diversas, obriga-nos a rever em grande medida as avaliações simplistas que consideravam a atividade “escriturária” dos guaranis como um fato menor ou mesmo restrita a produção de textos canônicos nas reduções.

3Uma vez encerrados os episódios de enfrentamento nas reduções os cabildantes missioneiros elaboram textos que apresentam temas e inclusive abordagens novas da realidade missioneira, revelando uma faceta pouco conhecida da ação indígena nas reduções. Pois, além de lutarem empunhando suas lanças, eles utilizaram à escrita como um instrumento, ao atuarem como burocratas, quando procurando através do mundo dos papéis interferirem no rumo dos acontecimentos, ou produzirem memória.

4Enfim, entre os documentos escritos pelos índios chama atenção a existência de textos bilíngües, redigidos em guarani e em espanhol, pois a comunicação escrita foi muito valorizada pela população missioneira. A presença de uma burocracia indígena bilíngüe no interior das reduções nos revela como a cultura escrita estava disseminada entre os guaranis das missões e as autoridades coloniais, quando passaram a responder diretamente as consultas recebidas.

Haut de page

Documents annexes

Haut de page

Pour citer cet article

Référence électronique

Eduardo Neumann, « Una burocracia bilingüe: apropiaciones indígenas de la escritura en las reducciones jesuíticas del Paraguay (s. XVIII)  », Nuevo Mundo Mundos Nuevos [En ligne], Colloques, mis en ligne le 04 mars 2013, consulté le 24 octobre 2019. URL : http://journals.openedition.org/nuevomundo/65142 ; DOI : 10.4000/nuevomundo.65142

Haut de page

Auteur

Eduardo Neumann

Eduardo Neumann (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)

Articles du même auteur

Haut de page

Droits d’auteur

Licence Creative Commons
Nuevo mundo mundos nuevos est mis à disposition selon les termes de la licence Creative Commons Attribution - Pas d'Utilisation Commerciale - Pas de Modification 4.0 International.

Haut de page